terça-feira, 21 de julho de 2020

 

Bitaites da Betoneira - Benfica do Cristo Redentor

A confirmação do all-in Vieirista, em mais um momento em que dá duas piruetas e um mortal encarpado, trouxe para as bandas da Luz de novo o Cristo Redentor Jorge Jesus.




Não nos iludamos. Jesus vai mudar a face do plantel e a especulação que se segue é feita com base em vários pecados. Vamos pois elencar os pecados, antes de irmos aos detalhes.

O pecado original será limitar-me ao que existe e ignorar um pouco o ruído que vai havendo sobre transferências. É querer ignorar quase que a realidade de se ter JJ e quanto o Presimente lhe terá prometido para reforços.

O segundo pecado será mesmo o de assumir, pelo tempo que leva a ler este texto, que JJ vai perder tempo a formar jovens. Porque a verdade é que o plantel do Benfica precisa de muita mas mesmo muita formação. As deficiências são por demais evidentes e todos sabemos que o Mestre da Táctica não ajuda jogadores a chegarem a bons, só os bons a chegarem a muito bons.

Um terceiro pecado, que acaba por ser um pouco o que origina o segundo, é o de assumir que JJ não vai querer entrar a ganhar e sem se importar de perder algum tempinho a moldar a equipa à sua imagem. Ele não tem tempo e, mais importante, o Presimente não tem tempo. O plantel ou está pronto para pôr em campo o que o treinador pede, ou então não serve.

O pecado final é assumir que o clube ou o jogador têm pleno poder em escolher o destino final dos jogadores. Por vezes é um favor que se faz a um clube, outras vezes uma jogada do Parceiro Preferencial. Para efeitos deste comentário vou tentar esquecer isso tudo.

Claro que os bolsos são fundos quanto baste, e certamente o Parceiro Preferencial, apesar de estar cada vez mais enraizado nos outros clubes da Liga, arranjará coloridas formas de financiar operações necessárias. Agora, o Benfica, para estar à imagem de Jesus precisa de muitos Apóstolos.

Como o plantel está, sejamos francos a lista dos jogadores que servem para JJ não dá para fazer um XI titular. Vamos então à bitaitada...

Se Odysseas, pela posição recuada, for o Baptista, Rúben Dias, Grimaldo, Weigl, Vinícius serão os quatro Envangelistas que a meu ver têm garantida a permanência para espalhar a Boa Nova. Numa segunda linha vêm Almeida, Rafa e Pizzi. Almeida e Pizzi são heranças da primeira vinda do Salvador (de Vieira, espera ele!). Com ele ganharam o estatuto que têm ainda hoje na mente de muitos.

A verdade é que Almeida dificilmente será o titular absoluto, como o não era, e não passará de um útil suplente. Que em caso de lesão do titular, necessitará que se encontre um titular à altura! Pizzi foi com JJ que se assumiu como 8, se se lembrar do que fazer, e com treino a estimular, pode certamente ser homem de confiança do treinador. Se não para titular, certamente para fazer o titular correr. Rafa tem bons pormenores na aproximação à área e ajuda a defesa o suficiente para que a sua permanência no plantel seja garantida, mas não sem que o treinador queira reforços.

Assim sendo, até ao momento temos o seguinte Benfica.